quinta-feira, 26 de junho de 2008

QUADRO POLÍTICO JARDINENSE CAMINHA PARA DEFINIÇÃO

Jardim do Seridó/RN - A decisão do padre Jocimar Dantas, em candidatar-se ao cargo de prefeito alterou - em parte - o taboleiro político da política jardinense.
O atual vereador Joaquim Alberto (PMDB), que estava cotado para disputar o cargo não mais deverá ser o candidato peemedebista já que padre Jocimar é filiado ao mesmo partido. Fica como opção para vice, caso o ex-prefeito Patrício Júnior (PDT) não seja o escolhido em razão de uma provável coligação entre os dois partidos.
Caso Patrício seja o escolhido, Joaquim deverá concorrer a sua reeleição à câmara de vereadores.
Se acontecer o contrário, Patrício Júnior é quem deverá concorrer a uma vaga de vereador.
No lado do PTB, o atual vice-prefeito José da Noite de Medeiros (rompido politicamente com o atual prefeito Edmar Dantas), já reafirmou a sua decisão de concorrer ao cargo de prefeito, não aceitando nenhuma proposta de ser o vice do padre Jocimar, ou o seu retorno na mesma condição atual, ao sistema situacionista.
Já o doutor Edmar Medeiros (PSB), é tido como certo na disputa pela cadeira que hoje ocupa, faltando apenas definir o seu vice, que deverá ser escolhido entre o estudante Gilberto Brito, o vereador Jônatas Azevedo ou a dentista Ana Vilar dos Santos, todos do PSB, já que PT e PSDB que firmarão aliança com o partido governista não indicarão candidato para a chapa majoritária.
É óbvio que o panorama político mostrado acima é apenas um exercício de imaginação política.
Definição mesmo somente ao anoitecer do próximo sábado (28), quando todos os partidos já deverão terem encerrado às suas respectivas convenções, firmado suas alianças e escolhido os seus respectivos candidatos.
............................................................

2 comentários:

o jardinense disse...

BIRA
Vc. está certo com esse seu comentário. O que vc é o retrato do momento politico daqui de Jardim.
Somente no sábado é que vamos ver quem é que será os candidatos a prefeito e vice. DE um lado e do outro.

Anônimo disse...

Do lado de Dr. Edmar a pedra no sapato está no vereador Jônatas que tem um alto índice de rejeição dentro do grupo situacionista e quer impor sua candidatura a vice de qualquer jeito. O próprio Dr. Edimar andou comentando a esse respeito na governadoria semana passada, onde se encontravam pessoas de outras cidades.